terça-feira, 18 de setembro de 2007

Chegada.

Concordo com a ANAC, a crise aérea brasileira acabou! Cheguei a Porto Alegre exatamente na hora marcada em meu bilhete. Quero relatar mais uma coisa para contribuir com os estudiosos do assunto no Governo Federal: sou menor do que o Jobim (tenho 1,85 m), mas não me sinto à vontade na cadeira do avião. Logo, quero mais espaço.

Foi muito bom sentir o clima da madrugada de Porto Alegre. 15 graus, temperatura ideal para se viver. O taxista reclamou da derrota do Colorado. Pensei: estou de volta. Gosto de voltar a POA, tenho muita história espalhada por essa cidade. Hoje choveu o dia todo e acredito que amanhã também será assim.

Nenhum comentário: