sábado, 13 de outubro de 2007

Tropa de Elite.

O Shikida já havia alertado, o filme “Tropa de Elite” é dicotômico. Nele, ou você é bandido ou mocinho, não há meio termo. Acabei de confirmar empiricamente e gostei do que vi. O filme dá um tapa na cara dos partidários da consciência social. Na verdade, em um país onde o “jeitinho” é tolerado, devemos ter idéia de onde tudo vai estourar.

Um comentário:

Chanis disse...

Embora tenha uma pequena falha no roteiro pois a voz em off explica demais as coisas - confesso que não vi versão definitiva, mas uma pirata baixada no youtube - é um bom filme. Nenhuma obra prima, mas um filme honesto em suas pretensões. Lembrou o primeirão filme do Dirty Harry e quebrou a triste rotina do cinema nacional: golpe militar e seus torturadores.