sexta-feira, 23 de maio de 2008

Cada um no seu quadrado

No Brasil Cazuza e Renato Russo são poetas, fazer o quê? Certa vez uma pessoa me disse: "Ninguem fala melhor de amor do que Djavan". De fato, suas rimas são maravilhosas. Que tal aquela que diz: (...) Quando chove ou quando faz frio/ Noutro plano, te devoraria tal Caetano a Leonardo DiCaprio". Que coisa linda! Frio e Caprio. Só um gênio escreveria isso e só outro reconheceria o mérito.

Pois bem, pergunto: qual a diferença dessa linda letra e a fantástica música do quadrado: "Ado-AAdo, cada um no seu quadrado". Ouçam aqui.

Por essas e outras que eu continuo a cantar: "cada um no seu quadrado, cada um no seu quadrado..."

Um comentário:

Aline Carolina disse...

Quase morro de tanto rir ao ler isso. Existe essa do quadrado também? Jesus!
Olhe que eu danço até com o barulho do liquidificador, mas o funk não é minha praia!
Talvez por isso me chamem de careta. Pra mim isso não é música, é aquilo que denominam de pancadão da prostituição.
Música boa é que toca você lááááá (nem sei onde), fale ou não de amor, seja ou não romântico.
Mas alguém liga pra isso?
É Brasil! Basta uma loira rebolando e,pronto! Esquece cultura, esquece tudo.
FAZER O QUÊ?