terça-feira, 25 de novembro de 2008

Capes, IPEA ...

A entrevista do Presidente da CAPES, Jorge Almeida Guimarães, é de dar um frio na espinha (Leia AQUI.). Destaco o comentário relacionado à formação de doutores em economia no exterior:

Por exemplo, neste quadro que estamos vivendo hoje, a pergunta em relação à formação de doutores na área economia é: nós vamos continuar mandando alunos para formar doutores num modelo que faliu o mundo? Então nós temos que perguntar a nossa área de economia o que eles vão nos dizer agora. Nós vamos mandar fazer aonde? Vai ser no mesmo modelo? Este modelo mostrou-se totalmente anticientífico, para dizer o mínimo.


O professor Jorge Almeida Guimarães é um grande pesquisador na área de biomédicas (Lattes AQUI.), porém, sabe muito pouco sobre economia. Assim como muitos não emitem opiniões públicas sobre enzimas proteolíticas, peptídeos biologicamente ativos, proteínas tóxicas - áreas de atuação do Jorge(a não ser nas mesas dos bares, se é que isso é possível), ele deveria pensar mais antes de emitir uma declaração dessas. Ou, no mínimo, não considerar os que os economistas ligados ao governo falam.

Essa declaração serve de aviso para fiscalizarmos mais as nossas instituições. O IPEA é o caso clássico. Recentemente o instituto lançou um edital apenas para os Filiados na SEP (Sociedade de Economia Política). Bolsas para os pesquisadores na área de Desenvolvimento Brasileiro na Perspectiva da Economia Política (vejam AQUI.)

tem também o Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional, concedendo bolsas relacionadas ao tema (lista dos ganhadores AQUI.).

Um comentário:

Anônimo disse...

Prezado Erik, estou analisando o blog de varios pesquisadores em Economia e encontrei o seu.
Em sua postagem, do dia 25 de Novembro de 2008, vc analisa a política de incentivo, da Capes, e do IPEA em conceder verba e bolsa de pesquisa. Você está interessando em fiscalizar isso. como você mencionou uma lista de bolsa ao qual fui contemplado, venho por meio deste comunicar que o processo foi transparente e claro, sendo enviado o edital a Anpec e a todos centros de pós-graduação. Sobre os temas, os mesmos naõ são somente de caráter heterodoxo, uma vez que meu tema Novo Consenso Macroeconômico é mainstream como você é "Econometrista" " área de distribuição de renda" pode sofrer de miopia macroeconômica ou de Monetaria, até surpreende para um ex aluno da ufrgs, ex aluno do Ronald. Essa bolsa foi de grande relevância, uma vez que o resultado foi uma dissertação e um projeto de doutorado (aceito na Unb doutorado 2009, parecer favorável do professores como Joaquim Pesquisador 1A cnpq, até heterodoxos como Oreiro pesquisador 1D).
Então, é melhor obter mais informçaão sobre os projetos financiados pelo Ipea e o resultado que os mesmos estão fornecndo para a sociedade brasileira, em breve artigo cientifico tanto teórico como aplicado (apesar de nao me considerar econometrista de balcão)
saudações
Anderson