sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Suicídio no Brasil e Regiões


Li algo sobre Émile Durkheim no início da minha graduação em economia. Contudo, a obra que mais me chamou a atenção foi "O suicídio".

No livro Durkheim aponta uma série de variáveis explicativas para a prática do ato. Por exemplo:

* taxas de suicídio são maiores entre os viúvos, solteiros e divorciados do que entre os casados;

* são maiores entre pessoas que não têm filhos;

* são maiores entre protestantes que entre católicos.

Pois bem, conversando com o André Marques durante o almoço, ele alertou para o grande número de suicídios no Sul do Brasil. Fui verificar no IPEADATA e encontrei essas informações. Tratam-se das taxas de suicídios por 100.000 habitantes. Nota-se que: o Norte e o Nordeste apresentam as menores taxas; b) o Sul apesar do declínio nos últimos anos, continua liderando as demais regiões; c) O centro-Oeste vem apresentando um aumento substancial no índice e; d) a região Sudeste apresenta uma certa estabilidade em um patamar intermediário.

A pergunta é: o que explica essa diferença regional?

2 comentários:

cristiano disse...

Como ex.suicida - até nisso, eu fracassei - afirmo que o ato de dar fim é relacionado com transtornos da mente. Bom, Camus ainda continua com a melhor explicação sobre o tema.

Claudio disse...

tentamos, mas nao conseguimos, claro, responder definitivamente, fazer isto em um artigo na Analise Economica do ano passado.

já viu ?

tem o working paper no www.ceaee.ibmecmg.br

abracao

claudio