sexta-feira, 27 de março de 2009

Procurando apartamento

A crise não chegou ao mercado imobiliário da Paraíba. Os aluguéis estão elevados e os preço dos imóveis também. É impossível arrumar um lugar decente sem pagar os "olhos da cara". Outra coisa: os cursos de engenharia civil e arquitetura da UFPB deveriam ser fechados de imediato. Nunca vi tantos ubsurdos. Janela de banheiro que dá para a cozinha. Espaços desperdiçados. Salas que parecem um corredor...

Dureza, pessoal. Dureza.

3 comentários:

Cleiton disse...

Mestre,

O que tu chamas de "olhos da cara" ? So pra fazer uma comparação com os preços aqui em Natal.

Abraços,

JOÃO MELO disse...

Professor Erik, deixe de reclamar. Gostaria que estivesse morando aqui na floresta amazônica e ver, com os próprios olhos (sic), o que é uma situação atípica SEMPRE rsrsr.Estamos no velho oeste. Pena que sem xerifes, mas com MUITOS bandidos...

Erik, lestes a última do Delfim Netto??? Penso ser um absurdo, mas...
Concorda ou não com a frase dele???
Vide postagem hoje no meu blog.
No aguardo,
Abraço,
João Melo, AINDA direto da selva amazônica

Anônimo disse...

Meu caro Erik,
Este problema de apartamentos caros no NE, vc sabe muito mai sdo que eu que decorre da elasticidade da oferta, ou seja, muita demanda e o mercado imobiliário é pequeno e não oferta na medida da procura. Por isso que em termos relativos é mais barato alugar em S.P., RJ, SSA, BH, que são grandes cidades em comparação com as pequenas Natal e J. Pessoa, pois elas, as grandes têm um vasto mercado imobiliário.
abrs,
Antônio Sérgio