sexta-feira, 10 de julho de 2009

O safari NE --> Rio

Um crime chocou a Paraíba esta semana, sendo, inclusive, destaque na mídia nacional:

Briga por partilha de galinha leva a crime bárbaro em João Pessoa, na Paraíba


O Selva Brasilis fez um comentário a respeito: Uma mostra da cultura nordestina. Cocordo em parte com ele. Aqui a "cultura da violência" é mais evidente. Embora minha observação seja mais "polida" do que a que ele fez.

Como toda matéria do "O Globo", os comentários as vezes falam mais do que a notícia. Aproveitem pois, neste caso, tanto a notícia quanto os comentários nos conduzem a um verdadeiro safari. Vejamos alguns:

dps quando agente fala aqui no rio que os paraibas, brigam por galinha e só usam peixera todos chamam agente de preconceituoso


Isso tudo é fome?


Pow, o "Bolsa Esmola" não tá dando prá comprar uma galinha não?!

Que é isso?

Se ao menos fosse um galo!


Tai uma boa ideia para desestimular os nordestinos a virem para o Rio ou SP. Voltam piores do que foram? Para que vir entao? Poderiam nos poupar de todos esses problemas que eles causam aqui. Porque nao aprendem a votar nas pessoas certas ai no lugar deles e nao em politicos corruptos que so sabem explorar e tornar as condicoes de vida deles ainda pior? Porque e que nos e que temos que pagar pela ignorancia ou safadeza deles? Digo safadeza porque muitos sabem em quem estao votando.


reforma agrária

para o pessoal poder criar galinha a vontade e não vir para o Rio/SP.


Pé de galinha lá é artigo de delicatessen...


reforma agrária para que os retirantes não acabem em favelas

e possam criar suas galinhas.


Esse é o velho e bom nordeste, que nunca foi desenvolvi e pelo visto nunca será. Continua gerando seres que, por falta da ação do Estado, vivem em mundo que não sabe o que é certo e errado, moral e imoral, e o respeito a vida.
O pior é que este nordeste continua exportando estes seres para o sudeste, e eles vem se amontoar nas favelas. As 1ª gerações construiram nossas favelas e seus filhos são hoje os que saem dela para atacar os cidadãos de bem.
Desenvolvimento e educação para eles já.


Se eles tivessem apenas um filho, e nao quatro, agente estaria lamentando a morte de apenas duas pessoas ( ou tres, se elas tivessem matado a mae).
Como pode um infeliz desse ter quatro filhos ? Acho que a solucao e condicionar o recebimento de bolsa-esmola a ligadura de trompas dessas mulheres que nao pulam nenhum cio. Um filho por ano nao tem programa de governo que atenue a pobreza. elas sao uma fabrica de miseraveis...
Depois vem pro Rio, invadir, favelizar, gerar mais m. obra pro trafico.

2 comentários:

Enoch Filho disse...

No Jornal Nacional nem citaram a galinha.

Cibele Bastos disse...

No Jornal Nacional nem citaram a galinha. [2]

Engraçado é q a "cultura nordestina" é repentinamente lembrada em casos assim, pq em suma, cultura brasileira é so o samba e o carnaval carioca :S