terça-feira, 3 de novembro de 2009

Uma Honra

Estou com dois artigos submetidos para uma revista brasileira há um bom tempo. Como não recebi nenhuma resposta, escrevi para o editor solicitando uma posição da revista.

A secretária não entendeu o conteúdo da mensagem e me respondeu:

Caro Prof. Figueiredo,

O prazo regulamentar para o primeiro conhecimento do parecer sobre artigo é de 4 meses, conforme orientações anexas.

Bom dia,


(O documento em anexo continha as instruções de submissão disponíveis no site).

Argumentei que este prazo já havia "estourado". A resposta foi:

Professor,
Havendo a recomendação de revisão, a revista aguarda 4 meses o retorno da resubmissão. Caso não haja a resubmissão, a revista consulta o autor o interesse de ainda publicar o artigo.

Bom dia,


Tive que explicar novamente a situação e recebi um longo silêncio como resposta.

Para minha surpresa, no final da semana passada recebo uma mensagem da revista:

Caro (a) pesquisador(a),

A Revista EconomiA (ANPEC) tem a honra de convidá-lo(a) a submeter o trabalho aceito para apresentação no Encontro da ANPEC em dezembro de 2009 [...]


Em primeiro lugar, não tive artigo aceito na ANPEC. Se minha submissão traz tanta honra para a revista, custa responder meu email?

Moral da história, manda teu paper para cá, pois isso é de grande valia para a revista. Depois que você enviar, que se dane.

P.S.: Antes que alguém diga algo, esclareço: o email da "honra" é automático, veio para mim por engano. Não fiquei envaidecido por recebe-lo.

Um comentário:

Anônimo disse...



Erik sou teu fã quando pesquisa de distribuição de renda tenho certeza que logo, vc será bolsista Cnpq, mas agora detona editor da Revista Anpec meu futuro orientador...(kkkk)

Brincadeira, a parte também estou sofrendo com um paper em outra revista renomada, a secretária nem responde e-mail isso é uma Falta de respeito com pesquisador e com a pesquisa , o cara se esforça pra que?
Segundo, se vc não tiver com um nome de peso em muitas situações eles devem jogar no lixo o paper to começando a crer nisso

Anderson