quarta-feira, 17 de março de 2010

Pequena história

Conversando com o Leonardo, descobri que o Claudio Shikida é primo do Pery Shikida (na boa, eu não havia cogitado essa possibilidade). Não tive o prazer de conhecer o Claudio pessoalmente, mas conheci o Pery.

A história é a seguinte:

Eu estava apresentado um trabalho na SOBER de 2003 (Passo Fundo-RS). Recém saído da graduação e participando do primeiro congresso, me assustei com a sala cheia. Meu tema era o impacto das exportações de açúcar sobre o emprego. Ao terminar a apresentação oral, o presidente da mesa abriu as perguntas para o público.

Foi aí que um cidadão levantou a mão. O presidente da mesa informou: "o professor Pery Shikida quer fazer uma pergunta". Me tremi todo, pois, era a primeira vez na vida que uma referência, citada no final do meu texto, falava comigo. E se ele dissesse: "eu não falei isso que você escreveu"?

Enfim, num tom que misturava seriedade e brincadeira, o Pery disse: "vou pegar pesado com você". Um outro participante respondeu: "se você pegar pesado com ele, eu pegarei ainda mais com você." Os dois riram. O meu defensor era o professor Joaquim Guilhoto.

No final de tudo o Pery se aproximou e me estimulou a continuar pesquisando. Falou que havia gostado do trabalho e tal. Ainda me lembro da sua frase: "continue assim que, no futuro, você discutirá esse tema junto conosco." Me levou até uma pequena exposição de livros, pegou um de sua autoria, e me deu de presente.

O livro ainda está aqui, em minha estante. Obrigado Pery!

Um comentário:

Adriano Paixão disse...

Fala Kinho, beleza meu amigo. Há quanto tempo não conversamos. De fato, O Pery Shikida é um ótimo pesquisa e um cara muito gente boa. O conheci um dia desses aqui em Palmas, participei de uma banca de mestrado com ele.

Abraços meu amigo.