segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Raquitismo estatal

O Jornalista Polibio Braga alerta para a infiltração do PT no poder:

São dados da revista Veja desta semana (“O Partido do polvo”):
Servidores federais concursados
1) desde 2003, ano em que Lula chegou ao governo, 6.045 funcionários públicos federais de carreira filiaram-se ao PT.
2) 70% dos 6.045 novos filiados ao PT, foram promovidos para polpudos cargos em comissão depois disso.
Servidores federais nomeados sem concurso (caros em comissão)
1) O governo Lula nomeou 1.219 cargos em comissão níveis 5 e 6, que formam o núcleo duro de qualquer governo.
2) 45% de todos os cargos estratégicos foram entregues a sindicalistas,82% dos quais são filiados ao PT.
- Dos 40 cargos mais cobiçados do governo (administram orçamentos anuais de R$ 870 bilhões, ¼ do PIB), 22 são de gente do PT. São funções de mando nos Correios, Caixa, Eletrobrás, Petrobrás, Banco do Brasil, Receita,m BNDES e Previdência Social.
- O PT, que nasceu como um Partido dos Trabalhadores, ou seja, dos que produzem riqueza, acaba de se transformar no Partido dos Servidores Públicos, ou seja, dos que servem aos que produzem riqueza.

Isso me fez lembrar de um certo presidente do IPEA que "denunciou" o raquitismo estatal (AQUI).

Nenhum comentário: