domingo, 27 de fevereiro de 2011

Queridos anônimos

Os leitores anônimos são um barato. Falam o que querem, quando querem, deixando apenas o seu endereço de IP (anotado, querido anônimo).

Recebi duas mensagens relacionadas ao concurso de doutorado do PPGE/UFPB. De acordo com o anônimo, o concurso foi forjado. Confesso, isso foi a unica coisa que entendi. Leiam a mensagem na ordem em que elas foram postadas:

o MEC investiga mesmo tentando apagar provas o inquérito esta todo munido das mesmas.


constituindo crime federal informo a comissão que ninguém tira meu sonho de Doutorado. Não adianta tentarem desarticular processo que PF consegue tudo. escutas e investigação garantida em um trabalho de plena eficiência avançada.


Visando uma maior transparência, solicito aos leitores que entendam Mandarim ou Tupi-Guarani, que traduzam as mensagens acima. Os autores das melhores traduções ganharão uma edição revista e ampliada do sensacional "Introdução à Economia" do Rossetti.

2 comentários:

JOÃO MELO disse...

Erik,

Anonimos sao simplesmente anonimos. Inexistem.
Por que nunca colocam seus verdadeiros nomes?
Neste caso dos dois posts, que deve ser do mesmo anonimo, acredito que seja falta do que escrever. Ou melhor, do que estudar para o proximo concurso de doutorado.

Abraco,
Joao Melo, direto da selva!

Márcio Laurini disse...

Eu recebo uns comentários com essa forma estranha de escrever também. Parece que foram feitos em outra lingua e traduzidos por algum programa de traduação, e a pessoa não tem noção de português.