quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Coluna do Honórios Causa

A Morte de Chico de Toim

Não sei quantos souberam, mas no último dia 25/11 faleceu Chico de Toim Genésio. Chico nunca estudou economia, na verdade ele nunca estudou, mas foi responsável por uma contribuição relevante para a nossa ciência.

Em 1995, para ser exato no dia 16 de dezembro, Robert Lucas Jr se dirigia para Ilhéus com um grupo de economistas brasileiros. Lucas acabara de participar da ANPEC Nacional em Salvador e pretendia passar uns dias no litoral Sul baiano. Nas proximidades de Itabuna, Lucas pediu para usar o banheiro. Na entrada do bar do posto de gasolina, sem querer, Lucas esbarrou em Chico de Toim que reagiu com violência. Não acostumado com tamanha truculência, Lucas fez um sinal de reprovação. Chico de Toim se sentiu ofendido e puxou uma peixeira de 12 polegadas que estava em sua cintura. Lucas engoliu toda a sua arrogância/neoclássica/imperialista, pediu desculpas por seu comportamento, e voltou para o carro.

Após o episódio: os amigos fingem que não conhecem Lucas (Ao fundo).


Enquanto isso, Chico de Toim gritava que era baiano e que não admitia que os gringos viessem para a terra deles, etc, etc. O episódio ficou conhecido como “a crítica a crítica de Lucas”.

Pois bem, apesar de humilhar Lucas em público, Chico de Toim nunca foi, ao menos, indicado para o prêmio Nobel.

Chico de Toim (primeiro à direita), no Encontro Nacional de Economia do Vale do Rio Piancó-PB.


Chico de Toim deixou duas mulheres e quatorze filhos. Pessoas mais próximas da família afirmam que em seu último suspiro, Toim falou: “Digam a todos que a moeda causa o produto indefinidamente”.

Honórios Causa, direto de Jequié, Bahia.

Nenhum comentário: