terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Multiplicador keynesiano do desrespeito

As fotos abaixo são da BR 230 que cruza todo o município de Cabedelo-PB. A BR possui uma (precária) ciclovia (como pode ser vista nas duas primeiras fotos). Esta ciclovia constitui uma importante via de locomoção para os moradores dos bairros do Renascer e Jacaré, principalmente, os trabalhadores que se deslocam para o centro da cidade e para os demais bairros localizados na orla. A prova disso é o grande movimento de bicicletas no início da manhã e no final da tarde.



No entanto, a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Trânsito (Dnit-PB), parece desconhecer esta realidade. Uma vez que instalou uma série de radares na BR, sem o mínimo de respeito aos ciclistas. Como se pode ver os aparelhos foram instalados no meio da ciclovia (vejam as duas fotos abaixo).



O que resta aos ciclistas? Ou ir para o meio do mato, ou disputar espaço com os carros na BR.
Mais uma prova da incapacidade e burrice dos gestores do dinheiro público.

P.S.: Querem mais uma prova da inteligência dos gestores? Que tal um moderador de velocidade a menos de 20 metros de um quebra molas? (foto abaixo) É a tecnologia made in Paraíba.

Um comentário:

p disse...

Lembrei do lelé Sala-i-Martin:

http://www.columbia.edu/~xs23/keynes/keynes1.htm