quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Poverty, inequality and redistribution

Segue o link para a reportagem da The Economist:

Governments can reduce poverty and inequality through taxes and cash transfers. Successful programmes such as Progresa-Oportunidades in Mexico and Bolsa Família in Brazil have helped reduce poverty and inequality in the last couple of decades, but compared with rich countries, Latin American countries still fall short. (Grifo meu).


Não de onde a revista tirou a conclusão de que o Bolsa Família tem contribuído para a redução da desigualdade e pobreza no Brasil. Enfim, a figura abaixo mostra o impacto das políticas de redistribuição sobre a desigualdade e a pobreza.


Vale destacar o efeito das políticas na França. O estudo "Ooghe, E. & Peich, A. Fair and efficient taxation under partial control: theory and evidence. Center for Economic Studies Discussion Paper Series, 10.32, 2010." mostra o porquê.

Já tenho os resultados para a América Latina. Em breve disponibilizo o working paper.

P.S.: Dica do professor Hilton Martins, via Facebook.

Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que deveria ficar claro como foi feito o levantamento.


Já vi alguns trabalhos mostrando que o Bolsa Família teve um forte impacto na distribuição de renda, mas a previdência desfaz tudo e dá mais um pouco pros mais ricos, o sistema tributário é muito levemente progressivo por causa de SUS e educação, ainda que não seja claro. No saldo, fica no 0x0, mas ficaria bastante no negativo sem os programas sociais.