quinta-feira, 21 de junho de 2012

Sakamoto, sem ostentação

Em uma semana de discussões acirradas sobre o papel do Bolsa Família na redução da criminalidade (encerrada, com maestria, pelo post do gênio estatísitico-matemático-filosófico, Gandalf [Cliquem AQUI]), surge mais uma evidência relacionada à teoria do crime.

Para o jornalista e doutor em Ciência Política, Leonardo Sakamoto, a ostentação é um dos principais determinantes da criminalidade. Vejam:

Ostentação em um país desigual como o nosso deveria ser considerado crime pela comissão de juristas que está reformando o Código Penal. Eles não estão propondo que bulling seja crime? Ostentação é mais do que um bulling entre classes sociais. É agressão, um tapa na cara.


Sakamoto expôs suas idéias no Rio+20. Na ocasião, ele ostentava um belo Macbook de 4 mil reais.



Pra variar, o Flavio Morgenstern também tirou uma casquinha (AQUI)

Nenhum comentário: